...

"Todo sonho é uma derrota em potencial. Para não o realizar, basta manter-se parado. - Argus Caruso Saturnino"

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Pedal São José dos Pinhais - PR

Pedal pelas estradinhas de terra de São José dos Pinhais
Março - Abril / 2008


Após uma pausa de pouco mais de 3 meses nas pedaladas, e nascimento do meu segundo filho, em março de 2008 saí de férias do serviço, assim como em 2007 passei uns dias em Curitiba e de novo levei a bike junto, para matar a saudade de pedalar, na verdade foram apenas umas duas ou três pedaladas, sendo apenas uma um pouco mais longa.

Eu e meus pequeninos na casa da Sirley e do Bruno em Curitiba.



Passeio no Bosque Alemão, com a meus amores (esposa e filhos).

Bia no Parque São Lourenço.

Eu e o Tiaguinho no Shopping Crystal Plaza.

Durante os dias que estava hospedado na casa dos nossos amigos Juarez e Rose, foi amadurecendo a idéia de uma pedalada no domingo, dia que o Juarez estaria de folga, e estudamos algumas opções de lugares onde poderíamos ir, e a escolha foi tentarmos ir para Saltinho em Tijucas do Sul, por estradinhas de terra, após a fábrica da Audi-Volkswagen.

E como sabia que o Bruno também gosta de pedalar, no sábado fui a casa dele, convidar para esse pedal, ele topou na hora e também chamou mais um amigo para ir junto com a gente, com isso seriamos cinco: Eu, Juarez e seu filho (Vinicios), Bruno e seu amigo (Leandro).

Como sairíamos no domingo bem cedinho e a pedalada seria meio longa, não queria perder tempo, então no sábado a noite fomos eu, o Bruno e o Leandro para a casa do Juarez, que seria o início do passeio e fomos durmir lá a noite anterior ao passeio.

Por volta das seis da manhã, já estávamos todos de pé e prontos para o pedal.
(Foto no quintal da casa do Juarez)

E lá fomos nós animados, mesmo com o tempo ruim.

Atravessamos a BR-376 pela passarela de pedestres e fomos pelo acesso a fábrica da Audi-Volkswagen, quando estávamos quase chegando na portaria de fábrica, tivemos que parar, a princípio era apenas um pneu furado na bike do Juarez, que rapidamente foi consertado, mas na montagem da roda traseira, descobrimos que o cubo traseiro estava quebrado e sem condições de pedalar uma distancia tão grande como pretendíamos, então resolvemos voltar pedalando bem devagar os 6 /7Km que tínhamos pedalado, até a casa do Juarez, onde procuramos alguma bicicletaria para trocar o cubo, mas todas estavam fechadas e só abririam no dia seguinte.

Todos já estavam desanimados e quase desistindo do passeio, foi quando dei a sugestão de tirarmos a roda traseira da bicicleta da esposa do Juarez e coloca la na dele, e foi o que fizemos, estava um pouco empenada, mas dava para pedalar tranqüilamente. O único problema agora era o tempo que a gente perdeu, já era oito da manhã e o tempo também não estava muito bom, então desistimos de ir para Saltinho e resolvemos pedalar pelas estradinhas de terra que vão para a Colônia Malhada e seguir em direção a Serra do Mar.

Vinicios, Bruno, Leandro e Juarez

Juarez e eu, os mais velhos seguíamos no final do pelotão...


Enquanto os mais jovens seguiam puxando o ritmo.


Bruno e seu amigo Leandro

Nosso caminho mais a frente.

Parada para foto, no mesmo lugar onde eu, Juarez e Vinicios paramos no pedal que fizemos em 2007, desta vez o grupo estava um pouco maior.





No caminho para a Colonia Malhada, passamos por muitas plantações e um sobe e desce danado!


Chegamos a Malhada e a um pequeno trecho de asfalto, tínhamos duas opções seguir sentido BR-376 por asfalto ou continuarmos seguindo em direção a Serra do Mar por estradinhas de terra.

Estradinha que nos levou a Malhada.


E optamos por continuar pelas estradinhas de terra, numa verdadeira montanha russa, de tantas subidas e descidas


Vista após uma longa subida.

Nesse mesmo lugar, eu segurando a mangueira da mochila de hidratação, que estava sendo bastante utilizada, devido ao grande números de subidas e também devido a falta de preparo que eu estava, por estar três meses sem pedalar...

O Bruno até tirava o sarro, dizendo que era o meu tubo de oxigênio!


E continuamos pedalando, meio sem saber onde estávamos, só sabíamos que seguíamos mais ou menos em paralelo a BR-376, mas um pouco distante da mesma, e em direção a Serra do Mar.





Chegamos em mais uma bifurcação e resolvemos parar um pouco para um lanchinho e descansar um pouco.

Fim de lanche e volta ao pedal.

E como a serração aumentando, junto com o cansaço acumulado devido as várias subidas...

Eu e em consenso com o Juarez resolvemos que era melhor retornar a partir desse local, apesar da vontade dos mais jovens de seguir adiante, para ver onde aquela estradinha iria terminar.

Início da volta e em algumas subidas, o pessoal já descia para empurrar.



Parada para fotos no pier do laguinho.

Só o Leandro não quis participar das fotos e ficou esperando a gente.




Belas paisagens durante a nossa volta, pequenas propriedades rurais, araucárias e muito sossego e ar puro.




Durante a nossa volta para a Colonia Malhada, num determinado trecho escutei um barulho de água, parecia ser um riacho e resolvemos entrar mato a dentro, e procurar pois poderia ter algum lugar bom para um banho, mas infelizmente esse riacho era muito pequeno.


Enorme subida durante a volta, não teve jeito e todos desceram para empurrar.




Após a Igreja da Colonia Malhada, resolvemos voltar pelo asfalto, incluindo alguns quilômetros pela BR-376 até São Marcos, para ganhar tempo e para evitar algumas subidas casca grossas que ainda teríamos indo pela estradinha de terra.

Bruno e sua bike no final do passeio na casa do Juarez, onde fizemos um belo almoço com carne assada para recuperar as energias desse passeio.

Após o pedal, que foi muito bacana, pelas companhias e pelas belas paisagens, ficou uma certeza, que para a minha sorte o cubo da bicicleta do Juarez quebrou, e acabamos perdendo muito tempo e desistindo de ir para Saltinho em Tijucas do Sul, pois a intenção era ir e voltar pedalando, e com certeza não teria pernas ou sofreria demais na volta para casa, pois seriam aproximadamente 100 Km, e devido a falta de preparo que estava na época, em conseqüência dos meses que fiquei parado, acabei terminando este pedal com apenas 53 km pedalados, ficando bem para trás de todos nas últimas subidas na BR#376, bem cansado e faltando pernas para qualquer outras subidas que viessem!

Mapa da 1ª tentativa de passeio:


Mapa do passeio pelas estradinhas de terra, rumo a Serra do Mar:


Números finais:
                        - 53 Km de pedal (incluindo a 1ª tentativa para Saltinho).
            
             Baixas:
                        - 1 pneu furado e 1 cubo traseiro quebrado (Juarez).

Nenhum comentário:

Postar um comentário