...

"Todo sonho é uma derrota em potencial. Para não o realizar, basta manter-se parado. - Argus Caruso Saturnino"

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Pedal Estrada da Graciosa.

Janeiro de 2007...

De férias e a minha última semana em Curitiba, e ainda tinha dois passeios para fazer, ir no Parque Aquático em Araucária e por último um Pedal na Estrada da Graciosa.


Passeio no Araucária Acqua Park

Era 3ªfeira, fomos ao Araucária Acqua Parque, chegamos lá as 11h e ficamos até as 17:30, neste dia fez um Sol de rachar e muito calor, fiquei praticamente o tempo todo nas piscinas.

Vista do Parque Aquático da plataforma do toboágua.

Máquina de assar frango! Rsrsrs, Pois o pessoal subia na bóia e ficava dando voltas e mais voltas, torrando no Sol.

Eu e a minha esposa, a essa altura já estava bem vermelho.

Eu, Simone, Phillip e Bruno. Última foto antes de sairmos do parque aquático, até aqui só alegria!!!

Quando chegamos na casa do Bruno e assim que sentei no sofá, comecei a sentir uma enorme dor de cabeça e só a partir desse momento, é que percebi que os ombros e os braços estavam ardendo, devido ter ficados várias horas exposto no Sol, sem ter passado o protetor solar.

O resultado foi um mal estar que durou um dia e algumas bolhas nos ombros, que quase impediu o meu pedal para a Estrada da Graciosa, que teve que ser adiado em dois dias, assim como o retorno para a Baixada Santista.

--------------------------------------------------------------------------------

Pedal Estrada da Graciosa

Com o adiamento do pedal para a Graciosa em dois dias, acabou possibilitando a ida do meu amigo Juarez, que assim que disse sobre o pedal, topou na hora!

Então combinamos sairmos no dia seguinte bem cedinho, de carro até a Estação Rodoferroviária, de onde partiríamos de bike rumo a Estrada da Graciosa e o retorno para a Rodoferroviária seria de trem.

As 06:00 da manhã já estamos em pé, arrumando as coisas para a nossa aventura, era para cada um velar uma mochila, mas como estava com bolhas no ombro, não teve como eu levar e tivemos que acomodar as coisas numa mochila só, que sobrou para o Juarez levar...

Por volta das 07:30 estávamos saído pedalando da Rodoferroviária. de Curitiba.

Rua Mal. Deodoro

Av. Victor Ferreira do Amaral

Contorno Leste, rumo a BR-116

Pesque pague ao lado da BR-116

Subidinha quase chegando ao acesso a Estrada da Graciosa, até chegarmos aqui, passamos por algumas montanhas russas (sobe e desce) na BR, mas nada muito assustador, que vencemos facilmente.

Alegria ao chegar ao Portal da Graciosa.

É isso ai Juarez, 34km para Morretes.

Última foto no portal.

Belas paisagens no trecho inicial da Graciosa, então Respeite!!! E proteja a natureza, para que nós e as próximas gerações possam continuar a aproveitar tudo isso.

Parada no 1º recanto e também no mirante, onde se avista o mar.

Início da descida e as curvas da Graciosa.

Parada no Recanto Rio Cascata, nessa parada descarregou o 2º par de pilhas e não tive como bater nenhuma foto no trecho de paralelepípedos da Graciosa, só consegui tirar umas 3 fotos com as pilhas após o término da descida, antes do vilarejo de São João da Graciosa, onde comprei pilhas novas.

A descida da serra foi bem tranquila, só o Juarez que tomou um susto em uma das curvas no trecho de paralelepípedo que estava um pouco molhado mais próxima a borda da pista, quase tomou um tombo, mas conseguiu controlar a bike. Não tive esse problema por estar descendo no meio da pista, só indo mais para o canto quando aparecia algum carro subindo ou descendo, e foram poucos.


Dicas para quem pretende descer a Graciosa:

- Evitar dias de chuva, pois o risco de tomar um tombo no trecho de paralelepípedos é grande!
- Evitar também os finais de semana na temporada, pois o fluxo de carros é muito grande.
- Ir somente com a bike em boas condições de uso, principalmente os freios, que são muito exigidos na descida.
- Controlar a velocidade na descida, não se empolgar muito, para não ter nenhuma surpresa desagradável.


Gosto muito desse trecho da Serra do Mar, com muitos contornos, diferente do trecho aqui na Baixada Santista.

Rio logo após o término da descida.

Rio que acompanha a Estrada da Graciosa, após o vilarejo de São João da Graciosa.

Rio Nhundiaquara, no domingo anterior a esse pedal estava lotado de carros e pessoas (a pé, de bicicleta, com bóias, com cachorro...) até parecia a 25 de Março em São Paulo, mas como era uma quinta-feira estava tudo vazio.

Porto de Cima, agora só faltava 7km para o Centro de Morretes

Logo que chegamos a Morretes, fomos logo a estação ferroviária, para confirmarmos o horário e comprar as passagens do trem para Curitiba.

Após comprarmos as passagens de volta, fomos matar a fome, veja como o Juarez ficou satisfeito!!!

Vista de Morretes no restaurante.

Após o caprichado e farto almoço, descansamos uns minutos e demos uma volta pelas ruas do centro, pois não estava quase na hora do nosso trem.

Embarcados e prontos para a partida.

Início de passeio...

Que prometia belas paisagens...

Balanço do trem nas curvas e penhascos enormes...

Muito verde e maravilhas da engenharia desafiando a Serra do Mar.

Rio e represa já no alto da serra.

De volta ao planalto, as araucárias voltam a aparecer na paisagem.

Cidade de Piraquara – PR ao fundo, faltava para chegarmos ao nosso destino...

Curitiba - PR

Estação Rodoferroviária em Curitiba, já com as bikes desembarcadas.

Foram quase 3h30min de viagem de trem, mas passaram muito rápido, nem percebi o tempo passar, pois foram muitas e muitas paisagens de tirar o fôlego!!! Esse passeio  recomendo a todos que forem a Curitiba ou Morretes, não vão se arrepender.

O troféu soneca do passeio foi para o Juarez, que dormiu no trem, quase que o tempo todo! Acho que foi efeito do  almoço caprichado em Morretes.

Números do passeio: 
                                    86 km de pedal (Curitiba a Morretes)
                                    45 km de carro (São Marcos, S. J. dos Pinhais a Curitiba - ida e volta)
                                    110km / 3h 30min de Trem (Morretes a Curitiba)
                                    12h de passeio
                                    Nenhuma baixa e nenhum tombo.

Vídeo do Passeio:


Trajeto de bike no Google Earth:

+ informações da Estrada da Graciosa:

+ informações sobre o trem: