...

"Todo sonho é uma derrota em potencial. Para não o realizar, basta manter-se parado. - Argus Caruso Saturnino"

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Giro pela Rodovia Piaçaguera-Guarujá.

Giro pela Piaçaguera-Guarujá
Março/2007

Após o pedal para o Rio Jurubatuba, onde percorri uma parte da Rodovia Piaçaguera-Guarujá, da entrada do Guarujá até próximo a Serra do Quilombo, fiquei com vontade de pedalar no restante da rodovia (a Serra do Quilombo até Cubatão), principalmente a pequena Serra do Quilombo.

Com um belo dia ensolarado, lá fui todo animado para mais um pedal novamente solo, saindo do Centro de São Vicente e passando pela Rua Frei Gaspar, Rod. dos Imigrantes, interligação e ao chegar a Rod. Anchieta, resolvi sair da rodovia e seguir por dentro de Cubatão.

Av. Tancredo Neves, Cubatão.

Ciclovia na Av. Nove de Abril, continuação da Av. Tancredo Neves.

Próximo a Rod. Piaçaguera, após o Centro de Cubatão, segui reto e  fui até o acesso do Caminho do Mar, antes de seguir rumo ao Guarujá.

Cruzeiro Quinhentista e os seu belos azulejos pintados retratando cenas da colonização e catequese dos índios pelos jesuítas. O monumento que marca o fim do Caminho do Mar e também encontro do mesmo com o Caminho do Padre José.

Cancela da Portaria do Polo Ecoturístico Caminhos do Mar.

Que vontade de cruzar essas cancelas pedalando!!! Hoje após 3 anos, esse desejo está próximo de se realizar!!!

Início da suave subida da Serra do Quilombo, após ter passado pelo Polo Industrial de Cubatão.


Vistas no início da subida, vale do Rio Quilombo.

Parada antes de iniciar a descida da serra, para repor a água das caramanhola. Foi muita sorte ter visto dois caminhoneiros enchendo suas garrafas, nesta fonte que fica ao lado da estrada (mangueira atrás da bike).

Descendo a serra

Santos vista da Serra do Quilombo.

Ponte próximo a Vicente de Carvalho, Guarujá.


Panorâmica do porto de Santos na travessia da balsa do Guarujá para Santos.


Mapa do passeio:


Números do passeio: 60km de pedal
                                    Nenhuma baixa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário