...

"Todo sonho é uma derrota em potencial. Para não o realizar, basta manter-se parado. - Argus Caruso Saturnino"

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Treinando para o Audax 200km - Boituva.



Depois de sonhar por quatro anos em participar de Audax 200, desta vez resolvi que desta vez não perderia a oportunidade, então fiz a minha inscrição para o Audax 200 de Boituva... 



Organizado pelo Audax Randonneurs São Paulo, em 03 de Dezembro.

Então comecei a me preparar para o Audax, aumentando a utilização da bicicleta para ir ao serviço, só usando o carro quando estava previsto chuvas, e a volta para casa foi estendida, para poder pedalar uma distância maior. Deste jeito comecei a pedalar 8,6 km para ir ao serviço e 29,4 km para voltar para casa.


Além de pedalar durante a semana para o serviço, resolvi fazer umas pedaladas mais longas para me testar...



São Vicente - Itanhaém - São Vicente
12/11/2011


E o primeiro teste foi pedalar 100 km, então escolhi pedalar até Itanhaém, distante quase 50 km de São Vicente, apesar de ser um percurso extremamente fácil, pois não existe nenhuma subida de morro ou serra, minha intensão era essa mesmo, um teste mais simples antes de um mais complicado.

Pena que na pressa para sair de casa, acabei esquecendo da máquina fotográfica.

Saí de casa por volta das 06h 20min e cheguei ao centro de Itanhaém por volta 08h 40min, foram 2h 20min para percorrer metade dos 100 km, média de 21,45 km/h, nada mal para mim, que estou acostumado a ter velocidade de cruzeiro por volta dos 19 a 20 km/h.

Na volta fiz uma parada de uns três minutos com 60 km percorridos, distância aproximada do 1° PC do Audax Boituva, onde aproveitei para ir ao banheiro.

E neste treino dei muita sorte, pois em nenhum momento peguei um vento contra forte, só estava soprando uma brisa bem fraca, o que me ajudou a manter uma boa média de velocidade, baixa para muitos, mas boa para mim.

Quando estava no bairro do Japuí, na área continental de São Vicente a menos de 5 km para o fim do meu treino, onde devia finalizar com um tempo total de 4h 40min (aproximadamente), mantendo a média de 21,45 Km/h...

Até ouvir alguém me chamando, quando olhei para trás vi uma pessoa de bicicleta me chamando, então reduzi o ritmo, e logo o Souza do Forasteiro da Bike encostou ao meu lado, e começamos a conversar, ele me conhecia pelos relatos do blog, e já tinha me mandado um e-mail pedindo informações sobre o pedal que fiz no Vale do Rio Branco.

Então fomos conversando sobre bike, roteiros de pedal e possíveis pedais, etc... Então acabamos pedalando num ritmo de passeio e ficamos parados por alguns minutos próximo a Biquinha do Anchieta, pois ali cada um seguiria por um caminho diferente.

Após um bom papo e oportunidade de conhecer o Souza que compartilha do mesmo gosto pelo pedal, nos despedimos e segui para casa e completei os 100 km sem a preocupação do tempo final.

---------------------------------------------------------------------



São Vicente - Embu - São Vicente
19/11/2011


Uma semana depois do treino de 100 km para Itanhaém, e faltando duas semanas para o Audax, resolvi que era a hora de realizar um teste mais difícil e algo mais próximo do que deveria enfrentar em Boituva.

Escolhi fazer um pedal de São Vicente a Embu (ida e volta), algo em torno de 194 km, tendo que subir a Serra do Mar com aproximadamente 950m de subida acumulada, mais algumas suaves subidas da Rodovia dos Imigrantes (planalto) e do Rodoanel até a Régis Bittencourt, previa as subida acumulada seria algo muito próximo ao que encontraria no Audax de Boituva.


Então as 05h 05min da manhã...

Estava saindo de casa rumo a Embu.

Após alguns minutos subindo a Estrada de Manutenção começou a garoar bem fininho, nada que atrapalhasse muito, deixava a sensação de frio maior do que estava (14º C).


Pausa na subida só para bater essas fotos acima.



Marcações do caminho reforçadas na Estrada de Manutenção, provavelmente refeitas devido estar próximo a Passeio da Rota Márcia Prado 2011.




Mais umas breves pausas para bater essas fotos do amanhecer no litoral.

Cachoeira da Estrada de Manutenção.

Túnel que dá acesso ao túnel da pista descendente da Rodovia dos Imigrantes, local onde é possível pegar água,  foi o que fiz completei uma caramanhola que estava pela metade.

Quase no topo da Serra do Mar.

Já na Imigrantes antes da interligação e próximo ao Rancho da Pamonha 


Acesso ao Rodoanel.

Início do Rodoanel, até foram 51 Km, resolvi fazer daqui o meu PC virtual 1, foram uns 3 minutos de pausa antes voltar ao pedal.

39 Km para a Régis Bittencourt e uns 42 Km para Embu.


Ponte sobre a Represa Billings.

Monumento no Rodoanel.

Represa Billings.

Um tapete de concreto, excelente para pedalar.

Represa Guarapiranga.


Limite de municípios, saindo de São Paulo e entrando em Itapecerica da Serra e depois em Embu...


O que significava que estava chegando ao ponto meio do caminho, até aqui tinha pedalado aproximadamente  90 Km.

Passando por cima da Régis Bittencourt, na qual pedalei muito pouco para entrar em...


Embu - Avenida Elias Yasbek...

Por onde segui direto, passando por várias lojas de artesanato e pelo centro da cidade, e segui direto até próximo ao outro trevo de acesso a Rodovia Régis Bittencourt, e com aproximadamente 95 Km de pedal parei num posto de gasolina, para fazer um lanche e descansar alguns minutos antes de iniciar a volta, Foi o meu PC virtual 2

Foi uma pena não poder explorar a cidade, pois passei por alguns lugares muito bonitos, vai ficar para uma nova oportunidade.

Após alguns minutos lanchando e descansando, lá estava eu de volta a estrada.

Deixando a Régis Bittencourt para trás...

E de volta para o Rodoanel.

37 Km para a Imigrantes e uns 86 Km para São Vicente.

Água é vida! 
E por falar em água estava ficando sem, levei aproximadamente 1,7 litros + os 300 ml que abasteci na subida da Estrada de manutenção, me foram suficientes para ir a Embu e retornar até o segundo SAU do Rodoanel, que fica perto do acesso a Rodovia dos Imigrantes.

De volta a São Paulo...



E a maior ponte do Rodoanel com 1756m de extensão...

E sobre a Represa Billings.

Após a ponte, o salvador SAU (Serviço de atendimento ao usuário)...

Onde pude ir ao banheiro, repor a água das caramanholas e descansar alguns minutos, foi o PC virtual 3 com  aproximadamente 140 km.

Saída 70 para...

Rodovia dos Imigrantes...

Onde para o meu susto, existe um pequeno trecho onde o acostamento vira mais uma faixa de rolamento, para minha sorte, nenhum veículo utilizou a mesma durante a minha passagem por lá.

Depois desse trecho sem acostamento começou a chover, não tirei nenhuma foto para preservar a minha câmera fotográfica, da chuva e do spray d'água dos caminhões que trafegavam na faixa da direita.

Um pouco antes de chegar ao posto da Polícia Rodoviária no acesso a interligação, resolvi atravessar a Imigrantes e seguir pelo acostamento da pista oposta, para evitar de ser barrado  no posto ou por alguma das viaturas que ficam no toldo da pista descendente em frente ao Rancho da Pamonha.

Segui pelo acostamento da pista sentido São Paulo, passando pela interligação e pelo Rancho da Pamonha...

Até o acesso a Estrada de Manutenção, onde a chuva diminuiu um pouco.


Com a chuva e com tantos quilômetros pedalados, estava com um pouco de pressa para chegar, e me empolguei um pouco com a descida da Estrada de Manutenção, se não estivesse chovendo até poderia abusar um pouco, mas nestas condições...

Quase tomei um tombo numa curva logo no início da descida, que susto!!!

Mas ainda bem que tomei o susto logo no início da descida, o que me fez redobrar a atenção e controlar melhor a velocidade na descida.


Mais uma vez descendo a Manú e com chuva.


Muitas nuvens impedindo de ver direito o litoral.

De volta a Imigrantes passando por cima do Rio Pilões.

Finalzinho da descida da Imigrantes, passando por cima da SP-55, faltando bem pouco para chegar a divisa de Cubatão com São Vicente.

Chegando a São Vicente resolvi seguir para a casa dos meu pais antes de ir para casa, até lá foram 194 Km com o tempo total de 12h 07 min...

No final pedalei quase os 200km em um tempo razoável, pedalando com garoa, chuva e desta vez passando por várias subidas, incluindo a Serra do Mar. No final de tudo ainda senti que tinha reservas para pedalar mais, caso fosse necessário...

Fiquei muito contente com o treino e muito confiante para o Audax que se aproximava.



Mapa do Treino:

Números Finais:
Total Pedalado:          194 Km / 196,5 Km
Tempo Total:              12h 07min p/ (194 Km)
Tempo Pedalando:     11h 30min p/ (194 Km)
Subida Acumulada:    1908 m
Baixas:                         Nenhuma
Gastos:                        R$ 5,50 (Lanche)



Um comentário:

  1. Parabéns pela pedalada e força de vontade para pedalar sozinho.Eu moro em Praia Grande e realizo algumas pedaladas tb,te vi na Rota Marcia Prado,mas não tive tempo de trocar idéia contigo,um abraço e boas pedaladas em 2012.
    Roberto Artave

    ResponderExcluir